Main menu
  • Slide 2

    Você dedicou longas horas ao processo seletivo da Academia da Força Aérea e foi classificado! laughing Passou pelo Teste de Aptidão à Pilotagem Militar, fez o teste físico e realizou todos os exames médicos. Sobreviveu à saudade de casa durante o período de adaptação e finalmente está cursando o segundo ano do Curso de Formação de Oficiais Aviadores. Parabéns! cool Realmente, foi um longo caminho percorrido até aqui. Agora, é hora de dominar a aeronave T-25! Porém, mesmo que tenha imaginado esse momento por toda a sua vida, ainda existem certas informações que você não encontra numa pesquisa pela internet, não estão escritas em matérias do Portal da FAB e você não tem pra quem perguntar. Pensando em você, entrevistamos alguns cadetes e aviadores da Academia da Força Aérea para fazer a nossa lista das:

    9 COISAS QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE O PRIMEIRO VOO SOLO NA ACADEMIA DA FORÇA AÉREA

  • Slide 5

    E aí, pessoal? Tudo certo nos estudos e exercícios físicos? Pelo título dá para pensar que a coisa é bem complicada. Parece, mas não é! As inscrições para o Estágio de Adaptação à Graduação de Sargentos (EAGS) já se encerraram cry, mas você pode se programar pro ano que vem! laughing As do Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (CFS) encerram-se no dia 31 de março (ainda dá tempo de se inscrever!). Resolvemos dar uma ajudinha pra quem ainda está perdido e não sabe qual desses exames de admissão prestar! Além disso, dia 25 de março comemoramos o dia do Especialista de Aeronáutica! Então, tudo conspira para que esse post seja de grande ajuda, né? hehe tongue-out Esperamos corresponder às expectativas e ajudá-los! Vamos lá! Valendoo! laughing

  • Slide 4
  • Slide 1

    Motoqueiro ou Motociclista? undecided

    De acordo com o Dicionário Michaelis:

    Motoqueiro: Pessoa que conduz a moto.
    Motociclista: Pessoa que conduz uma motocicleta.

    Viu alguma diferença? É porque na realidade não existe.
    De qualquer forma, ficou convencionado que o motoqueiro é o mau condutor, que não segue as leis de trânsito e comete atos imprudentes; enquanto motociclistas são bons condutores, que andam conforme as normas de trânsito e não põem em risco a sua vida e a dos outros.

    Para sanar essas e outras dúvidas, preparamos um post para quem gosta de adrenalina sobre duas rodas. cool Vamos apresentar os Batedores da FAB, sua formação e onde atuam.

    Já viu alguma escolta? Presidencial, de autoridade ou outras? Então vem com a gente!

     

Campanha Novembro Azul

Olá fãs da Força Aérea Brasileira!!

Hoje o assunto do nosso blog é de interesse principalmente dos homens, mas nada impede que as mulheres também fiquem por dentro do tema: câncer de próstata! No mês passado, o rosa pintou as ruas do Brasil inteiro durante a campanha de conscientização sobre o câncer de mama. Agora, no Novembro Azul, chegou a hora de embarcar em mais uma missão.

 

Com 87% do efetivo formado pelo sexo masculino, a Força Aérea Brasileira (FAB) veste agora a camisa do Novembro Azul. A campanha tem o objetivo de alertar sobre o câncer de próstata, doença com um dos maiores índices de mortalidade entre os homens no Brasil. Só no ano passado, a estimativa é de que 69 mil novos casos tenham sido diagnosticados, ou seja, a descoberta de um caso a cada 7,6 minutos, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, idealizadora da campanha.

Os especialistas alertam que as chances de cura aumentam se a doença for diagnosticada a tempo. O urologista do Hospital da Força Aérea de Brasília, Capitão Jorge Siqueira, ressalta que, na maioria dos casos, a doença não apresenta sintomas.novembroazul2E é aí que mora o perigo. Por isso, é necessário que os pacientes realizem exames preventivos. O homem deve começar a se preocupar aos 45 anos, mas para quem tem histórico da doença na família, os cuidados começam mais cedo, aos 40.

A identificação do câncer é feita, principalmente, pelo toque retal e pelo PSA (exame de sangue), mas, segundo o Capitão Siqueira, um exame não exclui o outro. “O PSA, em alguns casos, não acusa indícios da doença, mesmo quando o paciente já está com câncer”. O médico conta que ainda há preconceito em relação ao toque. “Hoje já diminuiu, mas às vezes o paciente deixa de ir ao urologista por medo do exame. O incômodo é pouco diante da qualidade de vida que o diagnóstico precoce pode trazer”, afirma ele.

Uma vez descoberto o câncer, o tratamento varia de acordo com a idade do paciente, as condições de saúde e o estágio da doença. De acordo com a oncologista do HFAB, Tenente Martha Tatiane Mesquita dos Santos, entre as alternativas estão manipulações hormonais, radioterapia, quimioterapia, retirada da próstata ou do testículo. “A medicina vem evoluindo para oferecer o melhor ao paciente, afinal, o câncer de próstata tem cura e, se comparado a outros cânceres, é mais fácil tratar e controlar”, finaliza.

Agora, com todas essas informações, não tem desculpa para não se cuidar. Vista de vez essa camisa!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Comente pelo Facebook