Main menu
  • Slide 2

    Você dedicou longas horas ao processo seletivo da Academia da Força Aérea e foi classificado! laughing Passou pelo Teste de Aptidão à Pilotagem Militar, fez o teste físico e realizou todos os exames médicos. Sobreviveu à saudade de casa durante o período de adaptação e finalmente está cursando o segundo ano do Curso de Formação de Oficiais Aviadores. Parabéns! cool Realmente, foi um longo caminho percorrido até aqui. Agora, é hora de dominar a aeronave T-25! Porém, mesmo que tenha imaginado esse momento por toda a sua vida, ainda existem certas informações que você não encontra numa pesquisa pela internet, não estão escritas em matérias do Portal da FAB e você não tem pra quem perguntar. Pensando em você, entrevistamos alguns cadetes e aviadores da Academia da Força Aérea para fazer a nossa lista das:

    9 COISAS QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE O PRIMEIRO VOO SOLO NA ACADEMIA DA FORÇA AÉREA

  • Slide 5

    E aí, pessoal? Tudo certo nos estudos e exercícios físicos? Pelo título dá para pensar que a coisa é bem complicada. Parece, mas não é! As inscrições para o Estágio de Adaptação à Graduação de Sargentos (EAGS) já se encerraram cry, mas você pode se programar pro ano que vem! laughing As do Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (CFS) encerram-se no dia 31 de março (ainda dá tempo de se inscrever!). Resolvemos dar uma ajudinha pra quem ainda está perdido e não sabe qual desses exames de admissão prestar! Além disso, dia 25 de março comemoramos o dia do Especialista de Aeronáutica! Então, tudo conspira para que esse post seja de grande ajuda, né? hehe tongue-out Esperamos corresponder às expectativas e ajudá-los! Vamos lá! Valendoo! laughing

  • Slide 4
  • Slide 1

    Motoqueiro ou Motociclista? undecided

    De acordo com o Dicionário Michaelis:

    Motoqueiro: Pessoa que conduz a moto.
    Motociclista: Pessoa que conduz uma motocicleta.

    Viu alguma diferença? É porque na realidade não existe.
    De qualquer forma, ficou convencionado que o motoqueiro é o mau condutor, que não segue as leis de trânsito e comete atos imprudentes; enquanto motociclistas são bons condutores, que andam conforme as normas de trânsito e não põem em risco a sua vida e a dos outros.

    Para sanar essas e outras dúvidas, preparamos um post para quem gosta de adrenalina sobre duas rodas. cool Vamos apresentar os Batedores da FAB, sua formação e onde atuam.

    Já viu alguma escolta? Presidencial, de autoridade ou outras? Então vem com a gente!

     

O cenário é inóspito. O deserto do Atacama, no Norte do Chile, é o local mais seco do mundo. É quase impossível ver uma árvore: quando tem, dá para perceber que foi plantada e tem uma irrigação forte. É mais fácil, na verdade, ver um SOLMÁFARO, um indicador de radiação ultra-violeta do sol. E é difícil ver em algum nível abaixo do “Peligroso”, viu?

 

 

IMG_0736

Ok, e o que tem o tal deserto?

É que no meio desse mar de areia localizado entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacífico acontece o exercício SALITRE, que conta com a participação de 73 militares e cinco aviões da Força Aérea Brasileira. Esse pessoal foi para o Chile com uma única intenção: treinar missões de guerra aérea.

A

Além dos chilenos, com seus caças F-16 e F-5, também participam a Argentina, os Estados Unidos e o Uruguai. Eles voam, respectivamente, os caças A-4AR Fightinghawk, F-16 Fighting Falcon e A-37 Dragonfly. A FAB está com quatro F-5EM, modernizados, e um reabastecedor em voo KC-130 Hércules. Ah! Os chilenos e norte-americanos (ou estadosunidenses, como se fala por aqui) também levaram seus KC-135, outro tipo de avião-tanque.

145

Quando tem um exercício como esse, a grande maioria das pessoas tem uma pergunta direta: – QUEM GANHOU?

A resposta não é lá o que se espera ouvir: “Na verdade, todos ganharam”. Mas dá para explicar.

O fato é que todos os aviões já tiveram seu dia de “caça” e seu dia de “caçador”. Afinal, é para isso que servem os exercícios! A quantidade de voos ajuda: só os F-5 brasileiros fizeram mais de 30 missões, com missões pela manhã e à tarde. Dá para treinar bastante.

Mas o real foco da Salitre é a coordenação das missões. Na verdade, só 12 caças chilenos fazem o papel da “Força Inimiga”, operando a partir da cidade de Iquique. Em Antofagasta, ficam baseadas as aeronaves de todos os países (inclusive outros F-16 chilenos).

Todos os dias, mais de 20 aviões decolam em poucos minutos. Os A-4 e A-37 vão atacar alvos simulados no solo enquanto que os F-16 “vermelhos” tentam impedir isso. Mas para isso eles têm que enfrentar a escolta de F-16 e F-5.

fotos 309

Acontece que cumprir uma missão com mais de 20 aviões não é coisa fácil. O tempo de planejamento é grande. Para que todo mundo fale a mesma língua, tudo segue o padrão da Organização do Tratado do Atlântico Norte, a OTAN. Falando em língua, a Salitre acontece em inglês. Até quando um piloto argentino precisa falar com um uruguaio, por exemplo, ao invés deles falarem espanhol (língua nativa de ambos), a conversa é em inglês.

Sabe por que isso é importante?

Lembra que o Brasil também participa com um avião-tanque KC-130? Pois é: além de reabastecer os F-5EM brasileiros, o KC-130 também transferiu combustível em voo para os A-4AR argentinos. Essa padronização de procedimentos permite isso: se for necessário, pilotos de vários países estão prontos para voarem juntos diversas missões.

fotos 091

É essa ideia de exercícios como a Salitre, já na sua terceira edição, ou da CRUZEX, realizada no Brasil.

Esse grande treinamento acaba hoje (17/10). E uma coisa a gente pode ter certeza: nesse deserto frio e seco, do outro lado da Cordilheira dos Andes, durante duas semanas a FAB se tornou ainda mais capacitada a cumprir sua missão.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Comente pelo Facebook