Main menu

 

Na semana do Especialista de Aeronáutica, vamos proporcionar uma super viagem à Escola de Especialistas de Aeronáutica e mostrar quem são os profissionais que fazem as engrenagens da FAB funcionar.  E se você ainda não é especialista, mas pensa em se juntar a nós, vale conferir esse post, garantimos que irá ajudá-lo! Partiu? 

 

 

Já fizemos uma postagem sobre todas as formas de ingresso e você pode conferir aqui. Vamos deixar uma explicação sucinta das formas de entrada na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá (SP). Ahhhh, não deixe de conferir as etapas do teste físico, que é eliminatório. 

“Pega Bizu” → É preciso ter noção sobre as vagas, sobre os quadros e, muito importante, sobre as especialidades. Tem nível técnico?  Ótimo, você já tem uma opção! Não tem, mas já concluiu o ensino médio? Relaxa, também temos uma oportunidade para você.

Quem são os Especialistas de Aeronáutica?

São os técnicos da FAB, os profissionais responsáveis por manter as engrenagens da FAB funcionando, dando suporte em todos os níveis de atuação da FAB.

  A FORMAÇÃO DOS TÉCNICOS DA AVIAÇÃO MILITAR

Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (CFS):

Ao concluir o Ensino Médio, você já pode participar do processo seletivo e lá obter o título de técnico. O curso dura 2 anos e o aluno terá uma formação em um curso técnico de sua escolha, além da formação militar. O curso forma 14 especialidades de dois grupamentos distintos, o GRUPAMENTO BÁSICO e o GRUPAMENTO DE SERVIÇO. As especialidades que compõem o grupamento básico são: Controle de Tráfego Aéreo (BCT), Estrutura e Pintura (BEP), Equipamento de Voo (BEV), Eletricidade e Instrumentos (BEI), Comunicações (BCO), Fotointeligência (BFT), Mecânica de Aeronaves (BMA), Material Bélico (BMB), Meteorologia (BMT), Suprimento (BSP); e as que compõem o grupamento de serviço são:Bombeiro (SBO), Cartografia (SCF), Desenho (SDE), Eletromecânica (SEM), Guarda e Segurança (SGS), Informações Aeronáuticas (SAI), Metalurgia (SML).

Imagino que você deve estar se perguntando qual a diferença entre grupamento básico e de serviço?  Deixa que eu explico... Fazem parte do grupamento básico as especialidades cujas atividades são diretamente ligadas à aviação; do de serviço, as especialidades que dão apoio à FAB.

Estágio de Adaptação à Graduação de Sargentos (EAGS):

Já o EAGS é para pessoas que já tem um curso técnico reconhecido pelo Ministério da Educação. Então, bravo guerreiro, você já vem formado e na EEAR você mergulhará na vida da caserna. Esse curso tem duração de 1 ano. As especialidades são 11: Eletrônica (BET), Administração (SAD), Eletricidade (SEL), Enfermagem (SEF), Música (SMU), Obras (SOB), Topografia (STP), Pavimentação (SPV),  Informática (SIN), Laboratório (SLB) e Radiologia (SRD).

Para ingressar, os candidatos passarão por prova de conhecimentos gerais e específicos, inspeção de saúde, teste físico; além disso, os candidatos do EAGS farão uma prova prática da especialidade pretendida.

As especialidades e quadros constam da tabela abaixo; leia atentamente. A atuação de cada especialidade estão nas descrições.

 

 

Sabemos que bate aquele receio sobre a rotina da escola. Pra dar uma aliviada nessa tensão, que tal assistir a esse vídeo?

 

 

"Quais benefícios que eu tenho durante a formação?". Durante o curso, o aluno recebe fardamento, assistência médica e odontológica, auxílio para material escolar e uma ajuda de custo mensal (soldo), no valor aproximado de R$956! Após a conclusão do curso, o aluno sairá como 3º Sargento, recebendo um pouco mais de R$3 mil. 

 Curiosidade

Por que a FAB comemora o dia do Especialista de Aeronáutica no dia 25 de Março???

Porque em 25 de março de 1941 foi criada a Escola de Especialistas de Aeronáutica, na época sediada na Ponta do Galeão, Ilha do Governador - RJ.

Depois da Formação

Interessado em saber como funciona a carreira do Especialista? Para todas as Especialidades, o militar é promovido a cada período de sete anos, passando de terceiro para segundo, e de segundo para primeiro-sargento, até a graduação de suboficial.

Após dez anos na especialidade, outra opção é o Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE), que pode levar o militar ao posto de coronel. Para isso, é necessário ter as promoções por merecimento e ser aprovado em concurso interno.

Como suboficial ou primeiro-sargento, pode concorrer ao Estágio de Adaptação ao Oficialato (EAOF) e atingir o posto de capitão.

 


 A conduta do militar especialista é regida por três preceitos básicos: disciplina, amor e coragem.

 DISCIPLINA: é a obediência às regras e aos superiores. A vida militar, com suas peculiaridades da caserna, tem como pilar o binômio disciplina e hierarquia.

 AMOR: é concebido como amor a Deus, amor à Pátria, amor à instituição, amor para consigo mesmo e amor à família.

 CORAGEM: é, por excelência, uma virtude militar. É um estado de espírito que nos leva a enfrentar conscientemente o perigo, mercê dos obstáculos, das dificuldades e do medo que possamos ter. Trata-se de um misto de energia, espírito de decisão, persistência pelo objetivo, integridade e resolução.

Você sabia?

  • A EEAR é a maior escola de ensino técnico da aviação militar na América do Sul
  • A EEAR já formou mais de 70 mil sargentos especialistas para a Força Aérea Brasileira, desde 1941

 

 Para quem curte fotos, que tal conferir o Flicker FAB e ver um álbum incrível de fotos de especialistas?!?! 

 

 Vale conferir o hotsite que fizemos especialmente para os militares especialistas da FAB. ⇓ ⇓ ⇓

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Comente pelo Facebook