Main menu

dia_da_vitria_acentoHoje é o Dia-V, o Dia da Vitória. Há 70 anos, em 8 de maio de 1945, o Nazismo se rendia. Era o fim, na Europa, da guerra que matou mais de 50 milhões de pessoas. Daí você deve lembrar de filmes, jogos e um monte de histórias que mostram combates de russos, ingleses, norte-americanos, franceses… …e pensa: “a participação do Brasil foi pequena”. Até parece… Vem com a gente!
 
——
Para começar, agora você também tem a chance de ver na telona o heroísmo de soldados brasileiros. Estreiou nessa semana, em cinemas de todo o país, o filme “A Estrada 47″.
 
lmbrasil_-_a_estrada_47——-
É o primeiro filme de guerra produzido no Brasil, e parece ser bom. Estrelado por Daniel Oliveira (o mesmo ator que viveu “Cazuza” nos cinemas), o filme levou o maior prêmio do Festival de Cinema de Gramado.
 
——-
O enredo conta a história de quatro brasileiros no meio da sangrenta batalha do Monte Castelo. Eles acabam se perdendo do resto da tropa e ficam sozinhos no sopé da montanha. Daí, precisam decidir se retornam para o batalhão e correm o risco de enfrentar a Corte Marcial por abandono de posto, ou voltam para a posição da noite anterior e se arriscam a enfrentar um ataque surpresa do inimigo. É quando conhecem o jornalista Rui, que conta sobre um campo minado ativo e eles acham ser essa a chance de se redimirem da mancada que cometeram, mas muita coisa ainda está por acontecer e a guerra está longe de acabar. Vale a pena mesmo conhecer essa história.
 
——-
A história é de ficção, mas baseada em fatos reais. Inclusive, as cenas foram gravadas na Itália, onde ocorreram as batalhas. Com esse filme, o público vai poder conhecer mais sobre a participação do Brasil nas vitórias contra o nazismo. E não pense que foi coisa pouca, viu?acabou
 
dia-da-vitoria---infografico——-
Nosso país mandou para o combate na Itália mais de 25 mil militares. É praticamente a população de uma cidade, ou o estádio de São Januário lotado. Durante o conflito, mais de três mil militares brasileiros foram feridos e 450 morreram em combate, entre eles o Aspirante a Oficial Aviador Frederico Gustavo dos Santos e os Tenentes Aviadores John Richardson Cordeiro e Silva, João Mauricio Campos de Medeiros, Aurélio Vieira Sampaio e Luiz Lopes Dornelles, todos do Primeiro Grupo de Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira. Outros quatro faleceram em acidentes. Os restos mortais de oito deles estão no Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial.monumento
 
——-
Da parte da Força Aérea Brasileira, eram duas unidades: além do 1° Grupo de Aviação de Caça, que se lançou contra alvos em solo, havia a 1° Esquadrilha de Ligação e Observação, que voava desarmada e tinha como função indicar alvos para a artilharia do Exército.
 
——-
Entre os meses de outubro de 1944 e maio de 1945, onze pilotos brasileiros saltaram de paraquedas das suas aeronaves. Cinco foram feitos prisioneiros, três conseguiram esconder-se até o final da guerra e outros três conseguiram saltar sobre território amigo. Outros sete aviadores foram afastados das missões por motivos de saúde. Essa história não é contada ainda em nenhum filme de ação, mas em 1999 o cineasta Erick Flores lançou o documentário “Senta a Pua”. Você já viu? Olha só! Quase duas horas de história e orgulho de ser brasileiro! Aproveite:

O aniversário dos 70 anos da Vitória foi celebrado em vários lugares do Brasil e do Mundo!! Veja na reportagem a importância da data e as imagens da cerimônia realizada no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro.

Agora não há mais desculpa para dizer que a participação do Brasil na II Guerra Mundial foi simbólica, né? Até o próximo post, pessoal! ;D

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Comente pelo Facebook