Main menu

P-3 ORION“Os tubarões danificaram meu barco e não posso mais seguir viagem…”, “Há 20 tubarões aqui… eu contei”, “Na minha frente há uma aeronave do Brasil…”. Essa é a descrição do holandês Ebrahim Hemmantnia enquanto gravava um vídeo no meio do Oceano Atlântico, à deriva e cercado por tubarões. Ebrahim foi encontrado pela tripulação de uma aeronave P-3AM do Esquadrão Orungan (1º/7º GAv), às 17h45 do dia 30 de janeiro de 2015. Ele é mais um exemplo da importância do trabalho de Busca e Salvamento realizado pela Força Aérea Brasileira, numa área de 22 milhões de quilômetros quadrados. No post de hoje, veja o vídeo do Ebrahim e conheça os detalhes do Projeto que fortalece essa rede de Busca e Salvamento, o P-3BR. Vem com a gente! cool

A história você já sabe. Confira agora o vídeo – com legenda – do Ebrahim Hemmantnia, um velejador/ciclista que tenta cruzar o mundo com seu veículo anfíbio (chamado de boardbike), tem o leme danificado por tubarões, fica sem controle da embarcação e é encontrado pelos militares do Orungan, no fim de janeiro, a 800 quilômetros de Fortaleza.

 

11202725_1079625188719662_540038289_o

A aeronave que aparece no vídeo é o P-3 ORION que achou a embarcação. Na lista de missões cumpridas pelo avião: Antisubmarino, Patrulha Marítima, Busca e Salvamento e Controle Aéreo Avançado. #Traduzindo: o ORION tem capacidade de detectar, localizar, identificar e neutralizar objetivos navais inimigos, sejam eles de superfície ou submarinos, além de executar vigilância de área marítima, utilizando-se de uma variada gama de armamentos.

 P-3 ORION

Foi de olho na sua capacidade operacional e na participação indispensável do ORION no cumprimento das missões da Força Aérea que surgiu o Projeto P-3BR. Processo de reaparelhamento iniciado em 2000, o Projeto previa a aquisição e a modernização de nove aeronaves, frota já entregue até o fim de 2014.

Adquiridas dos EUA, as aeronaves passaram por um processo de modernização na fábrica da Airbus Military, em Sevilha, na Espanha: os sistemas foram atualizados e integrados em um sistema tático de missão, operado por uma tripulação de até 12 militares.

P-3 ORION

P-3 ORION

#NosDetalhes O projeto contemplou o desenvolvimento e o fornecimento de um Treinador de Missão e Treinador Tático (MT/TAT), o treinamento das tripulações e profissionais de manutenção, o apoio logístico e a assistência técnica às aeronaves, o fornecimento de peças de reposição e equipamentos de apoio ao solo e as devidas publicações associadas.

Com autonomia superior a 16 horas e equipadas com modernos sensores eletrônicos embarcados, essas aeronaves colocam a Aviação de Patrulha entre as mais bem equipadas no mundo, o que confere à Força Aérea Brasileira uma capacidade estratégica de vigilância a longa distância.

 P-3 ORION

#Bônus Se você quiser saber todos os detalhes do resgate do Ebrahim Hemmantnia, a revista Aerovisão desse mês traz uma reportagem especial. É só clicar aí embaixo:

 p3

 

Esquadrões

A FAB conta com três esquadrões de aviação de patrulha. Você sabia?

 

Quer saber como é a formação desses pilotos? Nós já contamos aqui no blog, no post Formação do Piloto de A a Z – Aviação de Patrulha! E a história da aviação de patrulha? Clique aqui e relembre! Saiba mais [ainda] na matéria multimídia do Portal FAB!

Por hoje é só!! laughing Curtiu? Comente! Compartilhe! Valorizamos muita sua opinião. Até breve! wink

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Comente pelo Facebook