Main menu

6 items tagged "helicóptero"

  • Asas rotativas em ação nos Jogos Olimpícos

    Os Jogos Olímpicos Rio 2016 já começaram há muito tempo para os esquadrões de asas rotativas da Força Aérea Brasileira. Eles também serão responsáveis pela segurança do espaço aéreo brasileiro durante os Jogos Olímpicos e já vêm se preparando para garantir o sucesso de mais essa missão há alguns anos.

    Eventos como os Jogos Mundiais Militares, em 2011, a Jornada Mundial da Juventude, em 2013, a Copa das Confederações, em 2013, a Copa do Mundo de 2014 e a Operações Ágata, entre outros, são alguns dos exemplos de preparação para a execução da defesa aérea na Rio 2016.

    Mas como assim (você deve estar se perguntando)? Helicóptero responsável pela defesa aérea? Isso não é missão de aeronaves de caça??? Vem com a gente que vamos explicar tudo!!!!   

  • Aviação de Asas Rotativas. Aos rotores!

    i1132818402356133Você vibra com o famoso e marcante barulho dos rotores dos helicópteros H-1H, o popularmente conhecido “sapão”, que há décadas encanta o público nas telas de cinema ou mesmo sobrevoando os céus do Brasil e do mundo? Também curte os demais barulhos característicos de cada helicóptero da frota da Força Aérea Brasileira?  Que tal conhecer um pouco mais sobre a história da Aviação de Asas Rotativas?

    Bom, foi assim que tudo começou… A data era três de fevereiro de 1964. Naquele dia o então Tenente Aviador Ércio Braga voltava de mais uma missão de resgate de missionários e freiras, quando houve um problema mecânico com o helicóptero H-19 em pleno voo, na região de Katanga, no Sul do Congo.  O pouso forçado ocorreu em um local vulnerável, composto de árvores esparsas e de baixa altura. Em um dos outros helicópteros da Organização das Nações Unidas (ONU) estava o Tenente Aviador Milton Naranjo, que pousou em meio a tiros das tribos rebeldes para realizar o resgate. No final, todos voltaram em segurança, e a ação marcou o Dia da Aviação de Asas Rotativas.

  • Campanha Institucional 2015 – Projeto H-XBR atualiza frota de helicópteros das Forças Armadas

    6726921843_45ed6cb10a_oSeu nome é Super Cougar ou EC-725, mas a aeronave da foto ao lado foi batizada na FAB como H-36 Caracal. De médio porte, esse é um helicóptero de transporte tático de longo alcance, com poderosos motores, espaço para mais de 29 homens equipados e aplicado em missões complexas de Busca e Resgate. As Forças Armadas brasileiras receberão 50 desses novos e modernos modelos. Conheça o Projeto H-XBR!

  • Campanha Institucional 2015 apresenta projetos estratégicos da FAB

    01Com o tema “Construindo o Futuro”, a Força Aérea Brasileira abre o ano de 2015 pensando nos próximos que virão. A nova Campanha Institucional evidencia 17 projetos estratégicos da FAB, ações que farão a diferença na vida dos brasileiros e na defesa dos 22 milhões de km² do espaço aéreo sob sua responsabilidade. Conheça, a partir deste mês, os detalhes desses investimentos, onde estão sendo aplicados os recursos, as metas e os resultados obtidos pela Força Aérea Brasileira.

  • Formação do Piloto de A a Z – o máximo da mobilidade e versatilidade nas Asas Rotativas!!!

    Em nosso último post sobre a formação dos pilotos, falamos sobre a Aviação de Patrulha. Hoje, o tema é a Aviação de Asas Rotativas. Então, pra começar, você sabe o porquê desse nome?

    A aviação de Asas Rotativas recebe este nome pelas características das suas aeronaves. Os helicópteros têm essa designação porque suas hélices, que dão propulsão para eles decolarem, são as suas “asas”, responsáveis pela sustentação no ar. Daí já dá para perceber que as Asas Rotativas exigem habilidades diferentes do piloto, não é mesmo?

  • Fui resgatado!

    “No dia anterior ao resgate, q140902REZ9320(C)Paulo_Rezende-moduando houve a confirmação de que eu seria ‘o resgatado’, imediatamente veio aquele frio na barriga e o nó na garganta… pensei: Por que fui inventar de me voluntariar? Adoramos enfrentar desafios, mas quando ele está, de fato, à nossa frente, não é nada muito agradável, às vezes até um pouco assustador.

    Seria muito mais fácil fazer a cobertura jornalística/mídias sociais do Exercício Operacional CSAR 2014 no pátio da Base Aérea de Campo Grande (BACG), registrando a chegada e saída de aeronaves e utilizando o apoio de computadores e internet na barraca operacional climatizada montada para o Exercício.”

EasyTagCloud v2.8